segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Comunhão Espiritual


Se com amor acolhermos os casais de segunda união... Com amor temos o dever de instruí-los.
Seria um amor ilusório se omitíssemos a verdade do Evangelho (MT. 19,2-9) e do Magistério da Igreja.
É necessário esclarecer os fiéis interessados, para que não considerem a sua participação na vida da Igreja reduzida à questão da recepção da Eucaristia.
Os fiéis hão de ser ajudados a aprofundar a sua compreensão do valor da participação no sacrifício de Cristo na Missa, da Comunhão Espiritual, da oração, da meditação da palavra de Deus, das obras de caridade e de justiça.
A comunhão de vida com Deus e a unidade do povo de Deus, na Igreja, se realiza pela eucaristia.
A eucaristia significa o momento da suprema revelação do amor divino de Jesus Cristo e ao mesmo tempo um exemplo a ser seguido.
Quando não estamos preparados, ou impedidos para receber a Eucaristia sob a espécie de pão na hóstia consagrada devemos praticar a comunhão espiritual.
Quando não se pode ir até ele, pede-se que ele venha até nós.
A comunhão espiritual fará um grande bem, pois na medida em que a pessoa faz essa prática, aumenta a paixão e se cria uma maior intimidade com o cristo. A comunhão Espiritual é a reserva de vida e de amor eucarístico, sempre ao alcance da mão para um encontro verdadeiro com Jesus.
A eucaristia nasce do amor e gera amor.
A comunhão cria em nós corações novos, transformados pelo amor, fortalece nossa alma na prática das virtudes.
Nos anima na caminhada para o serviço, a caridade e a penitência.

Oração de comunhão espiritual

Meu Jesus, creio que estais presente no santíssimo sacramento da eucaristia. Amo-te sobre todas as coisas e desejo-te ardentemente, mas já que não posso, agora, receber-te, na sagrada eucaristia, vem ao menos em espírito ao meu coração. Abraço-te como se já estivesse em meu peito. Uno-me todo a ti. Não permitais que me separe de ti. Amém
(S. Afonso de Ligório)
“permanecei em mim e eu permanecei em vós” (jo 15,4)

Nenhum comentário: